O Energia Circular surgiu da empresa de transporte urbano de mesmo nome. Estreou no Campeonato Baiano de Futebol em 1932, sua maior conquista foi obter um vice-campeonato em 1934, Em 1935 quando a LBDT (Liga Bahiana de Desportos Terrestres) re-criou a Segunda Divisão que não era disputada desde 1923, porém não existia acesso direto, o campeão tinha que disputar uma melhor de três jogos com o último colocado da Primeira Divisão, foi neste ano que o Energia Circular foi último colocado do Campeonato Baiano de Futebol e foi derrotado pelo São Pedro, campeão da 2ª Divisão, e assim rebaixado. Em 1936 o Energia foi campeão da Segunda Divisão, mas foi derrotado pelo Fluminense Foot-Ball permanecendo assim na Segunda Divisão, porém no ano seguinte obteve novamente o título e mais uma vez enfrentou o Fluminense Foot-Ball, desta vez sagrou-se vencedor e retornou a Primeira Divisão Em 1938 fez uma campanha razoável na competição, mas desistiu de seguir na elite e no ano seguinte se inscreveu na Segunda Divisão onde sagrou-se vice-campeão ao perder o título para a Associação Desportiva Guarany No ano seguinte, em 1940, foi novamente campeão e obteve o direito de, em 1941, disputar com o Botafogo Sport Club, lanterna da 1ª Divisão, o direito de disputar uma vaga na competição, porém o Energia Circular foi derrotado em 4 a 2 e 3 a 0 e manteve-se na Segunda Divisão quando a mesma foi extinta em 1942 retornando apenas em 1967.

Titulos

Campeonato Baiano - 2ª Divisão: 1936 - 1937 - 1940